Thursday, September 23, 2004

ONU, torturas, Berlusconi, superioridade da civilização ocidental: hipocrisia ou diplomacia? Inteligência ou estupidez?
A violação das leis internacionais da parte dos americanos e as torturas do Iraque, (naturalmente dos americanos e não as de Saddam), parecem ser a prioridade da ONU, (1). Num momento tão trágico do terrorismo islâmico: massacres das crianças, dos voluntários sequestrados, das cabeças cortados dos inocentes, das crianças violentadas e forçadas a pegar em armas ..., Kofi Annan prefere atacar quem luta mais contra o terrorismo islâmico. Pode ser discutível a estratégia americana, mas eu prefiro acreditar quem se demonstrou mais eficiente. Parece concordar com a teoria de parte de Itália: os abusos no de Abu Ghraib, mais humilhações psicológicas do que torturas físicas, foram consideradas piores do que o terrorismo do 11/9/2001, 11/3/2004, Cecénia, as verdadeiras torturas até à morte do tempo de Saddam. A "superioridade da civilização ocidental" na declaração de Berlusconi originou uma das maiores controvérsias internacionais desde o dia 2001-09-26 até hoje, 2004-09-23, (2). Os falidos do Ocidente, os derrotados das eleições, os desadaptados da concorrência capitalista, deturparam a mensagem de Berlusconi para voltarem contra ele o ódio de Osama Bin Laden, de certo islão e dos muçulmanos mais ligados ao terrorismo. Para eles o mais importante é destruir o capitalismo e o seu melhor representante. Para isso todos os meios são bons, incluso unirem-se aos terroristas e desculparem os assassinos de inocentes sem justa causa.
De facto a "superioridade da civilização ocidental" de que falou Berlusconi não é o cristianismo contra o islão mas de certa civilidade que é também oriental e islâmica em contra com os muçulmanos bárbaros do retorno a 1400 anos atrás numa guerra santa contra os "infiéis". A "superioridade da civilização ocidental" na declaração de Berlusconi é também daqueles muçulmanos que se manifestaram a Bagdade pela libertação das voluntárias italianos, dos talibâs saídos das prisões do Afeganistão com cartazes contra a barbaridade dos seus "irmãos" islâmicos.
A ONU poderia ser uma voz moral de união dos mais civis para reduzir a influência dos mais bárbaros e incivis. Mas o Secretário Geral da ONU preferiu satisfazer os islâmicos e seus simpatizantes ocidentais falando das ilegalidades de Bush e das torturas ou abusos na cadeia de Abu Ghraib.
Ninguém está acima da lei. USA violaram direitos internacionais nas prisões do Iraque.(http://www.panorama.it/mondo/medioriente/articolo/ix1-A020001026898 ).
"Superioridade da civilização ocidental" na declaração de Berlusconi após o 11 setembro 26 setembro 2001, fonte: WWW.force-italia.it : "Ocidente quer dizer tolerância... superioridade de sua cultura em relação aos que regressam àquela cultura que ficou parada há 1400 anos."
>>>Mais:
Civilidade ocidental, islâmica e terrorista http://usa-onu.blogspot.com/2004/09/civilidade-ocidental-islmica-e.htmlCrianças de Bagdade, bárbaros islâmicos e colhões ocidentais http://jiimm.bravejournal.com/entry/5680 USA: I love you. Resposta a tanto anti-americanismo actual http://usa-onu.blogspot.com/2004/09/2004-09-11-usa-i-love-you.html
Heróis à italiana e as voluntárias mortas no Iraque http://portugal.indymedia.org/ler.php?numero=45421&cidade=1

5 comments:

Pires Portugal said...
This comment has been removed by the author.
star said...
This comment has been removed by a blog administrator.
star said...
This comment has been removed by a blog administrator.
star said...
This comment has been removed by a blog administrator.
star said...
This comment has been removed by a blog administrator.

USA e ONU são dois exemplos muito diferentes de globalização. Com o contínuo desenvolvimento de Internet e novas tecnologias torna-se cada vez mais urgente um governo, justiça, ética, moral, deontologia, civilidade e boas maneiras de comportamento online e em tudo o que tem mais consequências globais, não tem fronteiras. Mas será melhor o pragmatismo de USA ou burocracias da ONU?